| 
  • If you are citizen of an European Union member nation, you may not use this service unless you are at least 16 years old.

  • You already know Dokkio is an AI-powered assistant to organize & manage your digital files & messages. Very soon, Dokkio will support Outlook as well as One Drive. Check it out today!

View
 

pa_escola

Page history last edited by PBworks 16 years, 8 months ago

 

6 Desenvolvimento de projetos de aprendizagem na escola

 

 

Tema:

Preconceito

Questão central que motivou a pesquisa:

Por que no nosso país existe muito preconceito?

Certezas temporárias:

1.       O preconceito é a discriminação entre as pessoas por causa do sexo, da raça, da cor, da religião e classe social.

2.       O preconceito existe sim.

3.       Vivemos em um país preconceituoso.

4.       Preconceitos sobre pessoas ricas e pobres.

Dúvidas provisórias:

1.       Quando que o preconceito irá acabar?

2.       O que podemos fazer para combater o preconceito?

3.       O que é o preconceito para as pessoas?

4.       Qual a opinião do público sobre o preconceito?[1]

 

 

                   Os projetos de aprendizagem da turma A2 foram desenvolvidos em quatro grupos, os quais passaremos a relatar a seguir. Indicamos que acesse a página na internet, do Projeto de Aprendizagem, para acompanhar a leitura, no seguinte endereço: http://projetodeaprendizagem.pbwiki.com/, cuja senha de acesso é “pascewk”. Esta senha é de acesso a todos os educadores e estudantes, pois confiamos que todos que acessarem irão preservar os dados lá contidos, acrescentando sugestões.

 

6.1 Os presenciais: Encontro I - 20/03/2007

 

                   Descreveremos o início da aplicação do projeto de aprendizagem na escola, relatando todos os passos e atividades realizadas, procurando exemplificar com comentários, fruto da observação e análise do comportamento dos aprendizes. 

 

6.1.1 Relato das atividades realizadas com os aprendizes

 

                   O primeiro contato com os estudantes sobre o projeto de aprendizagem teve a participação de 15 pessoas. Na oportunidade foram realizadas as atividades descritas a seguir.

                   Apresentamos a proposta para o grupo de estudantes e professor parceiros, discutindo de um modo geral as atividades que seriam realizadas no decorrer do processo.

                   O primeiro texto de leitura e discussão foi a história em quadrinhos de Bil Watterson "O progresso científico deu Tilt"[2], onde o personagem principal precisa fazer um trabalho de escola, em que o tema foi escolhido pela sua professora. Extremamente irritado por não saber nada sobre morcegos, liga para sua amiga para conversar sobre o trabalho. Quando ela comenta que irá a biblioteca, então, ele solicita a ela que faça o trabalho dele, como se fosse algo muito natural. Ele odeia meninas, então com a ajuda do seu tigre de pelúcia (representa a sua consciência) ele inicia a construção desta pesquisa... O texto é muito interessante, pois além de abordar a questão da escolha do tema, trabalha muito bem as questões éticas.

                   Durante as discussões sobre a história em quadrinhos, o grupo concluiu que não adianta ter uma apresentação muito bonita, para impressionar o professor e os colegas, mas sem conteúdo; que não se pode aproveitar a boa vontade dos colegas de equipe e deixá-los pesquisar sozinhos, sendo necessário compartilhar as pesquisas. Ressaltaram que a aparência do trabalho não é o mais importante e sim o seu conteúdo científico, didático e reflexivo, entre outras situações. (ver texto completo no apêndice I).

                   A escolha do tema foi realizada com tranqüilidade. Com a ajuda do professor parceiro anotando as opções dos estudantes, nós fomos registrando no quadro os temas sugeridos.

                   Cada aprendiz levantou a sua questão de investigação, isto é, o que gostaria de pesquisar (a escolha foi livre), havendo muita diversidade de opiniões, observe a seguir as escolhas individuais: 

·         Aline Mendes: Faltou

·         Aline: Homicídios

·         Andriele: Corpo Humano

·         Franciele: Amor

·         Isabel: Relações interpessoais

·         Josenilse: Água e vida

·         Joyce: Invenções de Leonardo Da Vinci

·         Joyce: Violência familiar

·         Letícia: Amizade

·         Lúcia: Adolescência e rebeldia

·         Lucineide: Diversidade cultural no Brasil.

·         Paulo: Faltou

·         Priscila: Por que as mães abandonam seus filhos.

·         Quérem: Meio ambiente

·         Regina: História do Samba

·         Prof. Colaboradora Mª Alice: Autoritarismo e Autoridade (comentou que gostaria de estudar este tema, se estivesse fazendo parte de um grupo)

                   Os estudantes que faltaram procuraram o grupo com o qual tinham mais afinidade com o tema escolhido.

                   Os temas propostos, inicialmente, eram questões de curiosidade pessoal, de questões não solucionadas e até questões sociais que afligem a humanidade atual. Ao mesmo tempo, vê-se que muitos consideraram importantes os trabalhos de seus colegas.

                  Até o presente, os alunos ainda não sabiam que seriam organizados grupos de pesquisa.

                  A seguir foram explicados os conceitos básicos da metodologia de PA, sua estrutura e os passos. Os estudantes tomaram conhecimento que seria uma atividade em grupo. Foi realizado o estudo de textos introduzindo o tema, considerando que os aprendizes são estudantes do 4º ano do Curso de Formação de Docentes, na Modalidade Normal, havendo necessidade que se apropriassem dos conceitos básicos da metodologia a ser trabalhada. Os textos “Novas tecnologias na escola: Por quê? Para quê?” e “Projetos de aprendizagem como uma proposta inovadora” foram pontos de partida para discussões. (ver texto completo no apêndice I).

Colocamos a necessidade de a pesquisa ser realizada em grupos, pois ela pretende ser colaborativa, pela facilidade de se construir mais rapidamente o conhecimento em grupos afins e também pelo tempo disponível para se realizar as atividades propostas. Os aprendizes escolheram qual tema que mais despertou a sua atenção, não sendo necessariamente o que propôs. Observamos que muitos abdicaram de seu tema para permanecerem nos mesmos grupos que estavam acostumados a trabalhar. Mesmo insistindo para que se organizassem com outros colegas com temas mais afins ao que propôs, não foi possível desmanchar as famosas "panelinhas".

                   Formamos grupos de 3 a 5 pessoas. Reunimos o grupo para registrar  a questão central de investigação, (tivemos grupos que acabaram mudando o seu tema), passamos ao registro dos nomes da equipe, a questão central, as primeiras dúvidas temporárias e certezas provisórias (ver ficha no apêndice I).

       Teve grupo que mudou de tema até três vezes, para que houvesse um tema de consenso de todos. Uma das estudantes queria fazer sozinha o PA, mas após várias discussões, onde demonstrou-se a necessidade de se trabalhar no coletivo, ela cedeu. Parece ter hábitos de perfeccionista e não confia nos trabalhos dos colegas. Tudo ela tem que revisar e pouco aceita a opinião alheia. Esta foi uma ótima oportunidade para ganhar mais confiança no trabalho coletivo.

       Esta turma de estudantes já teve vários contatos com a tecnologia e tem uma visão bem crítica da postura que o professor deve assumir frente às inovações tecnológicas. Gostam muito de aulas no laboratório de informática e de se comunicar pela internet.

                   Colocamos a necessidade de se organizarem e não perderem tempo com coisas banais, pois são apenas 4 semanas de projeto. Elaboramos um plano de trabalho discutido com todos (ver no apêndice I). Incentivamos os grupos a iniciarem as pesquisas, buscando materiais em sua casa, na biblioteca ou na internet. A escola disponibiliza dois computadores na biblioteca para pesquisa dos estudantes.  Alguns utilizam este recurso em sua casa. Passamos uma ficha para analisarmos o grau de conhecimento sobre os recursos que serão utilizados pelos aprendizes, fazendo uma pré-avaliação, no início do projeto.

                   Observando o Gráfico 1 notamos que a turma não tinha conhecimentos de escrita colaborativa (wiki), de mapas conceituais, sendo novidade estes recursos para o grupo. Muitos já haviam acessado e conheciam o diário de bordo, no formato do Blog. Percebe-se o interesse e o conhecimento na área de discussão: Fórum e Chat. Pois o estudante gosta muito de expressar suas idéias e compartilhar com colegas na rede mundial de computadores, assim como a maioria domina a pesquisa on-line.

                  

 FONTE: Ficha de auto-avaliação dos aprendizes

 

                   Esta avaliação foi importante para que estabelecêssemos as principais necessidades em termos de informática instrumental para subsidiar os projetos de aprendizagem.

 

6.1.2 Descrição da escrita colaborativa no Wiki

 

                   Como observamos anteriormente, nós estruturamos o Wiki como uma página de internet, com menus, links, recursos de apresentação de imagens e vídeos, espaços para comentários e anotações pessoais.

                   Consideramos importante apresentar a seguir o mapa do site, como ele foi estruturado, demonstrando o acesso que o aprendiz teve aos documentos, tutoriais e a pesquisas dos demais colegas, tendo em vista que nem todos os leitores deste trabalho terão acesso à internet.

                   A página principal (Home) tem um menu superior com acesso as páginas orientação e tutoriais e um menu na lateral direita, SideBar, com links para as páginas internas e alguns links externos, como pode ser observado no mapa do site, onde tecemos algumas considerações a seguir.

       Home: é a página inicial onde foram postadas as orientações, imagens e apresentações a medida que o projeto ia desenrolando. Tomamos o cuidado de preservar as primeiras anotações em todas as páginas. Desta forma foram ficando abaixo as anotações mais antigas. Pode ser observado fotografias dos grupos de pesquisa, uma imagem estilizada do Colégio Estadual Wolff Klabin. As orientações para a finalização do PA, realizada à distância para todos. A última postagem desta página foi à apresentação sobre a aplicação deste trabalho, de Projeto de Aprendizagem, apresentada no formato de palestra virtual, no II Congresso de Educação a Distância dos Países de Língua Portuguesa - Aula Vox, em 25/06/2007, pela Prof.ª Rosângela Menta Mello. Tem sido alvo de pesquisa de educadores de vários lugares do Brasil.

                  Links superiores da Home::

o           Projeto de aprendizagem: esta página contem os seguintes textos, estudados com os alunos durante o aplicação do PA:

§         Novas tecnologias na escola: Por quê? Para quê?

§         Projetos de aprendizagem como uma proposta inovadora

§         Mapa conceitual

oPlanejamento: página de informações:

§         Dados de identificação do PA

§         Cronograma inicial das atividades previstas.

oMaterial de apoio: textos, orientações e links para tutoriais sobre:

§         Wiki

§         Pesquisa na Internet

§         Mapas Conceituais do programa CmapTools e links para todos os mapas conceituais dos grupos de pesquisa, com possibilidade acompanhamento rápido das produções.

§         Orientações para se colocar vídeos no pbwiki do youtube ou slideshare

o           Ferramentas: passo a passo para inserir apresentações do

§         Slideshare,

§         Slide.com,

§         Imagens pelo Photobucket,

§         Link para os blogs dos grupos e outros tutoriais.

oTira dúvidas: espaço para postagens de dúvidas e dicas para os estudantes.

o           Micro-artigos: os grupos de pesquisa escreveram micro-artigos sobre o PA, utilizando a técnica do painel-jornal e apresentaram aos demais.

                   SideBar: menu com os links de as páginas do wiki e de outros endereços importantes para a turma. A intenção deste espaço é justamente dar acesso a recursos que os estudantes utilizam em seu cotidiano e que possam estar sempre retornando a página para pesquisas. Este menu foi subdividido da seguinte maneira, veja o mapa:

CEWK – link para página principal da escola.

Menus principais: os mesmos que estão no menu superior

·         Projeto de Aprendizagem

·         Planejamento

·         Material de Apoio

·         Ferramentas

·         Tira Dúvidas

·         Micro-artigos link colocado no final do projeto, sobre os micro-artigos construídos em uma oficina de 2 horas.

Projetos das Turmas: todos os PA tem os mesmos sub-menus, estão divididos em duas turmas: A e B.

Turma A – Profª. Joseane

·         PA 01 Desenvolvimento da Cidade

      • Apresentação
      • Diário de Bordo
      • Mapas Conceituais
      • Relatório de pesquisa
      • Interdisciplinar
      • Avaliação

·         PA 02 Aquecimento Global

      • Apresentação
      • Diário de Bordo
      • Mapas Conceituais
      • Relatório de pesquisa
      • Interdisciplinar
      • Avaliação

·         PA 03 Terrorismo

      • Apresentação
      • Diário de Bordo
      • Mapas Conceituais
      • Relatório de pesquisa
      • Interdisciplinar
      • Avaliação

·         PA 04 Tropeiros

      • Apresentação
      • Diário de Bordo
      • Mapas Conceituais
      • Relatório de pesquisa
      • Interdisciplinar
      • Avaliação

·         PA 05 Personalidade humana

      • Apresentação
      • Diário de Bordo
      • Mapas Conceituais
      • Relatório de pesquisa
      • Interdisciplinar
      • Avaliação

                   Turma B - Prof.ª Rosangela: páginas de pesquisa dos meus grupos de estudantes de PA, estas páginas foram reescritas várias vezes pelos aprendizes, uma forma de observar é acessando o link histórico no rodapé de cada página. A seguir, ao lado de cada PA está o nome da equipe de pesquisa.

·         PA 06 Homicídios (Aline M., Izabel, Joyce e Lúcia)

      • Apresentação
      • Diário de Bordo
      • Mapas Conceituais
      • Relatório de pesquisa
      • Interdisciplinar
      • Avaliação

·         PA 07 História do Samba (Andrielle, Joyce M. e Regina)

      • Apresentação
      • Diário de Bordo
      • Mapas Conceituais
      • Relatório de pesquisa
      • Interdisciplinar
      • Avaliação

·         PA 08 Abandono (Aline A., Josenilse, Paulo e Priscila)

      • Apresentação
      • Diário de Bordo
      • Mapas Conceituais
      • Relatório de pesquisa
      • Interdisciplinar
      • Avaliação

·         PA 09 Preconceito (Aline C., Franciele, Letícia, Lucineide e Queren)

      • Apresentação
      • Diário de Bordo
      • Mapas Conceituais
      • Relatório de pesquisa
      • Interdisciplinar
      • Avaliação

Diário de Bordo: consideramos importante que os estudantes acessassem nossas anotações, no Blog do Curso de Especialização e participassem delas, apesar de termos pouco tempo e problemas de conexão.

·         Prof. Joseane

·         Prof. Rosangela

PA - Professoras: estes foram os projetos de aprendizagem que desenvolvemos durante o nosso curso de especialização.

·         Memória: Profª. Rosângela Menta Mello

·         Alimentação: Profª. Joseane Cíntia Piechnicki

Outros links: neste link os estudantes puderam acessar os trabalhos de outras turmas do Paraná e Santa Catarina, inclusive conversaram com grupos que estavam pesquisando o mesmo tema.

·         Wiki: outras turmas acesso a wiki PA de outras cidades

·         Tutorial para Wiki links rápido de dicas

Blogs dos grupos nós tivemos problemas com o blog, pois eles não estavam abrindo para edição da escola, devido ao sistema operacional ser antigo e a conexão estar lenta, com problemas na rede lógica da adsl. Estes blogs foram criados e postados neles às pesquisas após serem realizadas. Os aprendizes utilizaram o próprio Wiki para fazer o seu diário de bordo.

·         PA 01 Telêmaco Borba

·         PA 02 Aquecimento global

·         PA 03 Terrorismo

·         PA 04 Tropeiros

·         PA 05 Personalidade humana

·         PA 06 Homicídios

·         PA 07 História do samba

·         PA 08 Abandono

·         PA 09 Preconceito

·         PA Geral

       O menu possui outros links para nossos arquivos dos demais módulos do Curso de Especialização e para as demais disciplinas dos estudantes no Curso de Formação de Docentes. Esta wiki acabou tomando o corpo de site, é muito procurada por professores e aprendizes interessados nas metodologias, nos recursos tecnológicos utilizados durante o projeto.

 

slide errorPlugin error: That plugin is not available.

 

6.2 Os presenciais: Encontro II - 27/03/2007

 

       O grupo se reuniu para esclarecimentos das dúvidas e fazer os acertos sobre o tema.

       Introduziu-se a técnica de mapas conceituais, levando-os a compreender  os objetivos e a montagem de mapas, através do programa cmaptools[3] 2.9 (versão possível de ser instalada em equipamentos antigos). Cada grupo elaborou a primeira versão do mapa conceitual do seu tema de pesquisa. A turma fez o primeiro mapa conceitual direto no computador.

       Apresentou-se a ferramenta wiki e o link de acesso a um tutorial sobre o wiki. Cada grupo registrou as certezas provisórias e das dúvidas temporárias.

       Na página Material de apoio foram colocados os links para tutoriais dos programas utilizados.

       As atividades foram bem produtivas e realizadas com ótima participação dos estudantes.

       A partir desse dia tivemos a participação do Prof. Eduardo, formado em Sistema de Informação, se prontificando a acompanhar as atividades, como estagiário da Universidade de Jacarezinho.

       Foram realizadas várias tentativas de postar as atividades no wiki e no blog que, no entanto, não abriam as páginas. Foi feito um teste em outros servidores de wiki, como o do zoho[4], sugerido pelo Prof. Eduardo, mas também não abriu em várias máquinas. Instalou-se uma versão 3.1 do cmaptools, que também não rodou.

       O Prof. Eduardo tem colaborado com as instalações dos programas e acompanhado integralmente as atividades dos estudantes. Tem-se mostrado bem interessado no projeto de aprendizagem. Levamos a pasta com todos os documentos deste Curso de Especialização, para que ele ficasse a par das atividades propostas do projeto de aprendizagem, assim como se inteirasse de toda fundamentação teórica do PA.

       Inicialmente foram relembradas as atividades do último encontro, desde a  organização das idéias no grupo, destacando as dúvidas temporárias e certezas provisórias, compartilhando os conhecimentos.

       Apresentamos a proposta de organizar textualmente as idéias através dos mapas conceituais. Coletivamente fizemos a leitura do texto complementar (ver apêndice I) e a interpretação do mapa conceitual sobre mapas conceituais. Cada grupo foi convidado a fazer uma seleção de 10 idéias (conceitos) representadas por palavras que expressassem o que pensam sobre o tema escolhido. Os estudantes acessaram o programa Cmaptools nos computadores, onde todos editaram seu mapa no programa versão 2.9. Alguns reclamaram da versão em inglês, mas consideraram bem interessante o software, inclusive a facilidade de mover os conceitos e os verbos de ligação na tela. A única coisa que faltou foram às setas entre os conceitos, pois é uma versão antiga do programa.

       Em torno de 17 horas o grupo já estava cansado. Desta forma, combinamos em continuar as pesquisas durante a semana e sistematizá-la no próximo encontro. Levamos alguns livros, revistas científicas e arquivos de imagens, do nosso acervo pessoal para colaborar com as pesquisas do grupo, incentivamos a buscarem material de leitura na biblioteca da escola, estimulando a leitura sobre o tema proposto. Eles se interessaram, inclusive levaram para casa e repassaram o material entre eles. Observamos que estes aprendizes do Curso Normal estão muito preocupados em compreender as questões de limites, disciplina e valores.

  slide errorPlugin error: That plugin is not available.

6.3 Os presenciais: Encontro III – 03/04/2007

                  

                   Nesta data os estudantes postaram as pesquisas realizadas no Wiki e continuaram a pesquisa on-line. Descobrimos que mudando o modo de edição no wiki para o Clássico, seria possível editar no sistema operacional Win95 e Win98.

                   Pesquisa realizada pelo grupo do tema “Homicídio

 

Homicídios

Segundo o relatório de uma agência de controle de drogas ligada à Organização das Nações Unidas (ONU), uma grande parte dos quase 30 mil homicídios cometidos no país anualmente está ligada ao consumo e tráfico de drogas. O Relatório Anual da Junta Internacional de Controle de Drogas (INCB, na sigla em inglês) afirmou ainda que crianças de rua usadas pelos traficantes para a movimentação das drogas são "frequentemente mortas por saber demais, roubar demais ou ser apanhadas no fogo cruzado entre gangues e traficantes".

[...]

Ódio

O ódio é um sentimento de profunda antipatia, desgosto, aversão, inimizade ou repulsa contra uma pessoa ou algo, assim como o desejo de evitar, limitar ou destruir o seu objetivo.

O ódio pode se basear no medo a seu objetivo, já seja justificado ou não. O ódio é descrito com frequência como o contrário do amor e a amizade.

O ódio não é necessariamente irracional. É razoável odiar pessoas ou organizações que ameaçam ou fazem sofrer.

 

                   O grupo se preocupou em colocar suas reflexões, após várias leituras e acesso a diversos sites.

Foi uma tarde de muitos acertos. Trabalhamos no laboratório de informática das 13h30min às 17h30min. Observamos que os estudantes cansam muito quando ficam o tempo todo pesquisando sobre um único tema. Apesar de que, o nosso maior problema é a conexão, cai toda hora, está muito lenta. Isto desanima, pois é necessário ficar esperando um tempão abrir a página. Estamos em uma fase de transição da adsl para a fibra ótica na escola. O modem da escola queimou e estamos utilizando um emprestado pela vice-diretora.

       Mesmo com estas dificuldades observa-se que os estudantes estão contentes com o trabalho. Sempre são postadas orientações em suas páginas para facilitar o entendimento da metodologia do PA, pois a fundamentação teórica que o grupo recebeu sobre o PA foi muito pequena. Estamos repassando como leituras complementares e sugestões, na medida que as dúvidas surgem.

       Os grupos, neste encontro, procuraram escrever seu diário de bordo, sistematizar melhor o relatório de pesquisa. Muitos ficaram horas procurando material adequado para colocar na página e, com a conexão lenta, demorou muito. Por este motivo os textos não são grandes.

       Surgiu uma questão interessante.  Um dos grupos teve sua apresentação no diário de bordo apagada, mas olhando no histórico da página, constatamos que ela não foi editada por outras pessoas fora do grupo. Desta forma o Wiki nos oferece um recurso muito importante, ou seja, identificar exatamente quem edita e posta seus trabalhos da página. Concluímos que o aprendiz esqueceu de salvar as alterações antes de sair da página aberta para edição, ou teve problemas na conexão da internet durante o processo de salvar as alterações da página.

       Esta proposta pedagógica facilita a observação dos aprendizes, principalmente quanto às diferenças entre os estudantes, no que se refere ao desejo de aprender, de terminar logo, de ficar na internet em sites que não são do tema proposto, em simplesmente desligar de tudo e ficar só de corpo presente, mas também do empenho em fazer bem feito, em buscar alternativas de pesquisas, em querer inovar, deixar a página bem atrativa e animada, na troca idéias entre eles, no respeito a idéia e concepções do outro.

       O PA exige muito trabalho do professor, durante as aulas orientando individualmente os grupos ou uma necessidade específica de um aluno; fora do horário acompanhando a acertando os erros de postagem das páginas, de forma todos possam ter acesso a todas as informações. Realmente não dá tempo de ler as postagens em sala de aula. O único recurso de edição de wiki no windows98 é a postagem das produções no modo clássico do pbwiki.

       Percebemos que deveria ter um momento para trabalhar melhor os recursos que cada programa e metodologia oferece, como por exemplo, os diversos recursos de edição da wiki, as possibilidades de formação dos mapas conceituais no cmap tool, a pesquisa na internet, utilizando filtros... Mas, como o tempo disponível é de apenas 4 semanas nos concentramos na pesquisa e ao método do PA propriamente dito. A alfabetização digital ocorreu concomitantemente com o desenrolar das atividades.

       Na aplicação da metodologia do PA, tanto professor como os aprendizes aprendem muito sobre a escrita colaborativa; várias idéias perpassam pela mente de todos, principalmente por algo inovador na prática pedagógica da escola e dos envolvidos. O importante é que todos se apropriaram de novos conhecimentos que serão aplicados no decorrer de sua vida profissional.

       Neste dia a wiki da turma já havia sido visitada por 1076 pessoas.

Gostamos tanto de editar no wiki que o blog está deixando de ser tão atrativo. As possibilidades que o wiki oferece de interatividade, facilidade de editar, em trabalhar cooperativamente, de inserir imagens, vídeos, gifs animados instantaneamente são muito importantes.

 

slide errorPlugin error: That plugin is not available.

6.4 Os presenciais: Encontro IV – 10/04/2007

                  

       Foi dedicado à continuação das pesquisas. Não houve a possibilidade de colocá-los em um fórum e chat, devido a conexão lenta e problemas com os equipamentos. Os estudantes continuaram as pesquisas dos projetos. Nesta data as atividades não foram presenciais, pois os professores estavam fazendo curso em Curitiba, mas os estudantes puderam acessar a Wiki e fazer pesquisas on-line de outros locais.

      

6.5 Os presenciais: Encontro V – 17/04/2007

 

Continuamos às pesquisas, retomamos os planos iniciais de cada projeto procurando esclarecer se as certezas provisórias e as dúvidas temporárias levantadas inicialmente pelo grupo estavam sendo pesquisadas a contento.

Os aprendizes registraram no diário de bordo, do wiki, as atividades realizadas e as suas reflexões. Os estudantes ficaram boa parte do tempo procurando material adequado para incrementar a pesquisa (imagens, animações e textos que ilustram o tema) e com a conexão lenta, demorou muito esta atividade.

Solicitamos aos grupos a organização das pesquisas realizadas, revisando cada item da proposta, a visita e colaboração nos projetos dos demais grupos, inclusive na turma A1, apresentando colaborações no campo coments e a elaboração da síntese final no wiki, com a intenção de já ir concluindo as pesquisas.

                   A partir do momento que o grupo já possui um referencial teórico sobre o seu problema de pesquisa, orientamos que refletissem sobre as possibilidades de se trabalhar o tema proposto de forma interdisciplinar. Como veremos a seguir um comentário do grupo

 

                        PA 06 Homicídios – Interdisciplinar[5]

O tema HOMICÍDIOS pode ser abordado em praticamente em todas as matérias em forma de projeto, pois aborda várias áreas como: drogas; família; abuso sexual de menores de idade etc. Pois a partir do homicídio as conseqüências causadas refletem principalmente nos estudantes. (Jóyce Cristiane Rocha)

 

PA 09 Preconceito - Interdisciplinar[6]

1-Português: leitura de textos, resumos, interpretação da letra de uma musica, que fale sobre o preconceito.

2-Sociologia: questão da desigualdade racial.

3-história: origem quando que surgiu o preconceito.

4-matemática: o professor pode trabalhar com a estatística da porcentagem, utilizando o tema "preconceito"

 

                   As possibilidades de trabalho do projeto de aprendizagem são inúmeras, principalmente se consideramos o conceito de rizoma, apresentado anteriormente. A diversidade cultural, as diferenças pessoais em termos de aprendizagem dos estudantes podem ser resolvidas dentro desta metodologia.

       Ficou acordado que na próxima semana será encerrado o PA, com a construção de um novo mapa conceitual e o preenchimento da auto-avaliação. Pretendemos fazer uma discussão dos usos e possibilidades do PA em turmas de Séries Iniciais do Ensino Fundamental.

 

 

 

6.6 Encontro VI – 24/04/2007

 

       Foram retomadas as discussões das semanas anteriores, e realizado o registro da segunda versão do mapa conceitual do grupo, apresentando a estrutura do conhecimento construído no decorrer da pesquisa. Notamos a preocupação dos grupos em registrar as suas aprendizagens, em colocar efeitos especiais nos mapas conceituais, como deixá-lo colorido, com tipos de letras diferentes, variando os estilos das linhas... Quando o aprendiz percebe que o outro grupo fez a construção de forma diferente, com outro layout, se motiva a fazer o mesmo, principalmente por saber que seu trabalho será observado pelos colegas e usuários da internet.

       Os estudantes preencheram novamente a ficha de auto-avaliação com os resultados apresentados na Tabela 1, comparando a pré-avaliação com a avaliação final.

 

TABELA 1: COMPARAÇÃO DO NÍVEL DE APRENDIZAGEM DOS ESTUDANTES ANTES E DEPOIS DA APLICAÇÃO DO PROJETO DE APRENDIZAGEM. TELÊMACO BORBA – PARANÁ – 2007.

APRENDIZES

WIKI

DIÁRIO DE BORDO

MAPAS CONCEITUAIS

PESQUISA

ON-LINE

DISCUSSÃO

antes

depois

antes

depois

antes

depois

antes

depois

antes

depois

A.                  

1

3

3

3

1

3

5

5

5

3

B.                  

1

5

3

3

1

3

5

5

5

3

C.                  

1

5

2

3

1

5

3

5

2

3

D.                 

1

5

3

3

1

3

5

5

3

3

E.                  

1

3

3

3

1

3

5

5

5

3

F.                  

1

5

3

3

1

3

3

5

3

3

G.                 

1

3

3

3

1

3

5

3

2

3

H.                  

1

3

3

5

1

3

3

5

3

3

I.                     

1

3

1

3

1

3

5

3

1

3

J.                   

1

3

3

3

1

3

5

5

5

3

K.                  

1

3

2

5

2

3

5

5

3

3

L.                   

1

5

1

4

1

3

1

2

1

3

M.                 

1

3

1

3

1

3

1

2

1

3

N.                  

1

3

2

3

1

2

5

5

2

5

O.                 

1

3

3

5

1

5

5

5

5

3

P.                  

1

3

1

3

1

3

3

5

1

3

MÉDIA DA TURMA

1

3,625

2,3125

3,4375

1,0625

3,1875

4

4,375

2,9375

3,125

Fonte: Ficha de auto-avaliação preenchida pelos aprendizes.

Observação: Os critérios de notas solicitados na ficha de auto-avaliação são:

1 - Nunca ouvi falar

2 – Conheço superficialmente

3 - Já acessei

4 - Já utilizei

5 - Domino bem

 

       Nesta ficha, os alunos foram listados por letras para não se identificarem os que apresentam maiores dificuldades no uso de tecnologias digitais. Observamos que todas as médias tiveram uma elevação significativa de aprendizagem, em relação ao nível da turma.

       Se observamos o Gráfico 2 e 3, podemos analisar mais especificamente cada um dos recursos utilizados durante o processo de aprendizagem na escola.

 

Fonte: Ficha de auto-avaliação dos estudantes

 

 

       Os gráficos 2 e 3 demonstram que houve uma aprendizagem significativa da metodologia da escrita colaborativa, com o programa Wiki, na construção do Diário de Bordo e de Mapas Conceituais, mas que já dominavam a pesquisa on-line e as discussões em fórum e chat de um modo geral, pela média de todos os aprendizes.

            Devemos levar em consideração que não houve participação específica em outros ambientes de fóruns e chat, devido a dificuldade de acesso, mas havíamos planejado esta atividade. Todas as atividades interativas foram realizadas na própria Wiki, pois todos tinham acesso às páginas de todos os grupos para edição e comentários.

       Na página inicial do PA foi instalado um chat, mas acabou sendo pouco utilizado pelos estudantes, que preferiram o campo comentes do wiki.

 

Fonte: Ficha de auto-avaliação dos estudantes

      

       No Gráfico 4 podemos observar a importância do projeto de aprendizagem na inclusão digital dos aprendizes do Curso de Formação de Professores. Os estudantes que participaram destes dados não tiveram um contato mais efetivo com a informática durante o curso, eram alunos de turmas diferentes aos outros dez alunos, pois estes tiveram um trabalho pedagógico com o uso da tecnologia no 1º ano do curso.

       Analisando estes dados verificamos que dois alunos já conheciam o diário de bordo, no formato blog e permaneceram com o mesmo nível de conhecimento. Nas pesquisas on-line houve um estudante que permaneceu no mesmo nível de conhecimento (nível 5) e outro diminuiu sua nota de 5 para 3. Isto pode significar que não ele tinha consciência das possibilidades que a pesquisa on-line oferece, ou mesmo que sua pré-avaliação foi precipitada.

No tema discussão, houve três aprendizes que permaneceram com o mesmo nível de conhecimento. Quanto aos demais observamos uma grande evolução na aprendizagem desses recursos.

Fonte: Ficha de auto-avaliação preenchida pelos aprendizes.

 

       As atividades de auto-avaliação e avaliação das metodologias, recursos e softwares utilizados, também foram feitas através de uma ficha postada no wiki de cada grupo.

Fonte: Ficha de auto-avaliação preenchida pelos aprendizes no Wiki[7]

       Os estudantes acessaram, refletiram e anotaram no campo com seu nome a sua auto-avaliação, inclusive postando comentários. Com o objetivo de compreender, através da análise e vivência, a importância do uso de Projetos de Aprendizagem e de recursos tecnológicos como facilitadores para a inserção de novas práticas pedagógicas, assim como analisar a importância de participar colaborativamente das atividades propostas. Observe no Gráfico 5 que apenas 12%, ou seja, dois alunos auto-avaliaram abaixo da média 70.       

                   Realizamos uma discussão sobre as possibilidades interdisciplinares e multidisciplinares do PA, sua viabilidade de aplicação nas demais escolas públicas. Os estudantes organizados em círculos, pois os mesmos já haviam acessado as páginas de todos os grupos, fizeram comentários e sugeriram complementações.

                   O grupo concluiu que esta metodologia é interessante e viável de ser aplicada nas escolas públicas, sendo que em nosso município[8] todas as escolas, tanto municipais como estaduais, estão recebendo laboratórios de informática. Na rede municipal tem um professor que atua diretamente no laboratório de informática, colaborando com o professor da turma na utilização dos equipamentos. Tanto na rede municipal como na estadual estão sendo implantados sistemas operacionais em Linux, viabilizando a instalação dos programas de mapas conceituais – cmap tools e na edição da escrita colaborativa no programa Wiki. Foi sugerido que o projeto tenha uma duração maior, com uma carga horária menos intensa de forma que o aprendiz e o professor possam construir novos conhecimentos e se apropriarem de outros recursos tecnológicos disponíveis da rede mundial.

 

6.7 Os presenciais - Encontro VII – 15/05/2007

 

            O último encontro teve o intuito de produzir micro-artigos (ver apêndice II) sobre o PA, cuja finalidade era comunicar de maneira clara os resultados da atividade, escrevendo o que entendem por projeto de aprendizagem. Orientamos sobre a organização do texto, devendo ter: introdução, apresentação do tema, o desenvolvimento ou corpo, visando  expor as principais idéias.

A conclusão destaca os resultados obtidos na pesquisa ou estudo, devendo ser breve, podendo incluir recomendações ou sugestões para outras pesquisas na área.

Os estudantes se reuniram para discutir o texto que seria apresentado no cartaz. Utilizaram textos, livros e o próprio projeto de aprendizagem como referência, revistas, cola e tesoura.

Cada grupo fez a apresentação oral da sua produção. A seguir, um exemplo de um micro-artigo escrito pela equipe de estudantes; os demais estão no apêndice II. Esta atividade teve a duração de 2h/aula.

 

Projeto de Aprendizagem (PA)

O projeto de aprendizagem é um método bastante democrático, pois quem escolhe os temas são os professores e estudantes. Ele é gerado pelas incertezas e curiosidades dos mesmos, no seu ambiente de vida.

A internet, e mais especificamente o PA, podem contribuir para melhorar as relações sociais, políticas, econômicas e de saúde entre os diversos grupos de todo o mundo, de forma mais democrática e menos burocrática.

O projeto nos permite interagir com um grupo de pessoas com interesses comuns.

Podemos concluir que esse método de trabalho é bem dinâmico, pois facilita nossos trabalhos e a interação com o mundo.

Andrielle, Joyce e Regina (2007)[9]

 

 

              Figura 3: Produção de micro-artigo[10]

                   Encerramos as atividades com as apresentações dos micro-artigos dos grupos, concluindo que o PA é um sucesso junto aos estudantes, pela liberdade de optar pelo tema, pelo seu respeito ao tempo e ritmo de cada um na pesquisa e nas produções textuais, pelas possibilidades de cooperar com os colegas e divulgar suas aprendizagens.

slide errorPlugin error: That plugin is not available.

[1] Projeto de Aprendizagem sobre preconceito, 2007.

[2] WATTERSON, 1991. p. 52-53.

[3] Cmap Tools – Downloads. Disponível em http://lead.cap.ufrgs.br/pagina/cmap/ acessado em 20/10/2007 às 13h.

[4] Zoho Wiki is free hosted. Disponível em  http://wiki.zoho.com/jsp/wikilogin.jsp?serviceurl=%2Fregister.do acessada em 19/10/2007 às 20h.

[5] COLÉGIO ESTADUAL WOLFF KLABIN, 2007.

[6] Idem.

[7] Disponível em http://projetodeaprendizagem.pbwiki.com  em cada página de projeto de aprendizagem, com a avaliação individual de cada estudante.

[8] Telêmaco Borba - Paraná

[9] COLÉGIO ESTADUAL WOLFF KLABIN, 2007.

[10] Idem



[1] Projeto de Aprendizagem sobre preconceito. Disponível em http://projetodeaprendizagem.pbwiki.com/pa09 acessado em 21/10/2007 às 18h.

[2] WATTERSON, Bill. O Progresso Científico deu “Tilt”. São Paulo: Best Ed., 1991. p. 52-53. Vol. I

[3] Cmap Tools – Downloads. Disponível em http://lead.cap.ufrgs.br/pagina/cmap/ acessado em 20/10/2007 às 13h.

[4] Zoho Wiki is free hosted. Disponível em  http://wiki.zoho.com/jsp/wikilogin.jsp?serviceurl=%2Fregister.do acessada em 19/10/2007 às 20h.

[5] COLÉGIO ESTADUAL WOLFF KLABIN. Projetos de aprendizagem. Disponível em http://projetodeaprendizagem.pbwiki.com/Interdisciplinar%206 acessado em 18/07/2007 às 22h.

[6] COLÉGIO ESTADUAL WOLFF KLABIN. Projetos de aprendizagem. Disponível em http://projetodeaprendizagem.pbwiki.com/Interdisciplinar%209 acessado em 18/07/2007 às 22h

[7] Telêmaco Borba - Paraná

[8] COLÉGIO ESTADUAL WOLFF KLABIN. Micro-artigos produzidos pelos grupos de PA em 14 e 15/05/2007. Disponível em: http://projetodeaprendizagem.pbwiki.com/Micro-artigos acessado em 17/07/2007 às 18h.

[9] Idem

 

Comments (0)

You don't have permission to comment on this page.